Translate - Escolha o idioma em que deseja ler este blog.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Clube de Poetas do Litoral: ÁRVORE DO MAL - Cris Dakinis

                                                    imagem by free pik
Clube de Poetas do Litoral: ÁRVORE DO MAL - Cris Dakinis: A amarga seiva não serve de nada e a tua imensa sombra mal abriga o falso berço, redes de intrigas em tua trama seca e eriçada Nenhuma ...

A amarga seiva não serve de nada
e a tua imensa sombra mal abriga
o falso berço, redes de intrigas
em tua trama seca e eriçada

Nenhuma flor em ti quer ser braçada,
tornaste dos canoros, inimiga,
e as sementes negam-te a barriga
pois tua cepa é de praga tomada

Tu, de raiz às folhas és o inverno
Inútil, imponente e glacial
Mas sobrevives... do próprio inferno

E a solidez? Tão sobrenatural...
Nua de brisas ou de um colo terno
Resta sozinha, Árvore do Mal!

  • Cris Dakinis

2 comentários:

sede de letras disse...

Aqui Está (Espero q bem!) Parabéns pelo Poema

Cris Dakinis disse...

Muito obrigada!
Grande abraço :)