Translate - Escolha o idioma em que deseja ler este blog.

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Amores



Foto: Getimage



Herança materna, 
seus cabelos de noite luzidia
escapam pelas beiras do lenço de seda púrpura,
presente de um jovem aos dezesseis. 

Os brincos de pérolas brancas do primeiro rito 
dormem no antigo porta-joias
com foto de mãe e filha na tampa.

Suas mãos se aquecem 
para massagear o corpo com óleo de capim-limão e baunilha,
receita doce da avó... 

Ela adentra a banheira morna e imensa, 
legado do segundo marido, 
e segundo ele, uma intensa prova de amor. 
Enfim, ela despe seu roupão de banho nos braços do amado 
que celebra seus setenta e cinco anos...

Ela assopra as velas aromáticas, 
e eles contam os amores da vida nas chamas acesas...

*Cris Dakinis


(Classificação para o Concurso Literário da UNISO, Universidade de Sorocaba 2018, com o poema Amores)

Nenhum comentário: