Translate - Escolha o idioma em que deseja ler este blog.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Clube de Poetas do Litoral: Dois enterros - André Foltran


                                                     imagem by free pik
Clube de Poetas do Litoral: Dois enterros - André Foltran: Meus pássaros não param de morrer.  Esta manhã dois corpos recolhi : um na esquina onde te perdi, outro à janela em que me vi perder....


Meus pássaros não param de morrer. 
Esta manhã dois corpos recolhi
: um na esquina onde te perdi,
outro à janela em que me vi perder.

Duas rasas covas ternamente abri,
pois cada morto é parte do meu ser,
e como eu não soubesse o que dizer
um epitáfio a cada um escrevi.

Ao meu primeiro pássaro: Aqui jaz
um amador que, por perder uma asa,
dormita, agora, em ninhos abissais.

E ao meu segundo pássaro: Aqui jaz
a pomba branca que fugiu de casa
e não retorna nunca, nunca mais...
  • André Foltran

Nenhum comentário: