Translate - Escolha o idioma em que deseja ler este blog.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Sirvo-me do acervo






















Uma pausa
A manhã passou
e antes que seja tarde,
ora, é hora de almoçar!
Uma caminhada saudável e
adiante, a aguardada iguaria:
variada, leve... Levo!
Levo os livros e leio livre...
Alguém chega e compartilha
a mesa comigo, em meio a folheados.
Aprecio o acompanhamento e
sirvo-me de boa pedida
Muito crônica
Meio poética
É de novelas!
Nem te conto...
Se eu me descuido, ela rende!
Perigo é desandar...
Sobre mesas alheias, folheados variados
A biblioteca é o meu café
rápido, imprescindível, habitual
prazeroso, aromático, intelectual
Agora, a hora de ir embora
Levo o lido acolhido
Volto sempre!
Sirvo-me da farta variedade...
Sirvo-me do acervo!
Apuro meu paladar diário
no mesmo horário...
Quisera eu ser o bibliotecário!

*Cris Dakinis

Nenhum comentário: